Login
Senha
Busca
Procure receitas
e ingredientes
no campo abaixo.
Receitas    Ingredientes
Pratos Salgados   >   Antepastos - Dicas
Antepastos - Dicas
Enviar
Comer é um verdadeiro ritual para os italianos.
É costume para as famílias ficarem horas na mesa conversando, bebendo vinho e apreciando deliciosos antepastos antes do prato principal.
Tradicionalmente, são colocados numa grande travessa que fica no centro da mesa para que todos possam se servir.
Presuntos, salames, azeitonas, sardella, berinjela, entre outras delícias, compõem o cardápio de entradas na Itália.
Bem temperados e com toques picantes, os antepastos podem ser degustados acompanhados de pão fresco e um bom vinho.

Bruschetta:
Fatias de pão tostadas ou grelhadas com azeite e alho; esta é a tradicional receita da bruschetta, um prato típico das regiões da Toscana e Umbria.
É comum encontrar também preparações com presunto, peperoni, tomates e legumes gratinados.
É um dos pratos mais conhecidos da culinária italiana e era muito consumida nas comunidades pobres do país nos anos pós-Segunda Guerra.

Sardella:
Em italiano o nome significa sardinha, que é a base de preparo do prato.
É uma espécie de pasta que, além do peixe, leva também azeite, pimentão, pimenta e outros temperos.
Dizem que a Sardella foi criada no Brasil com a chegada dos primeiros imigrantes italianos ao estado de São Paulo.

Caponata:
Original da Sicília, a Caponata tem sabor adocicado e é preparada basicamente com berinjelas e tomates frescos.
É servida com diferentes temperos e ingredientes.
Há variações com uvas-passas, alcaparras, azeitonas, pimenta, entre outros.
Tradicionalmente, é levada à mesa em temperatura ambiente.

Alichella:
A diferença entre a Sardella e a Alichella é o peixe utilizado para fazer a pasta.
Em vez de sardinha, o ingrediente principal é o aliche.
O restante da receita segue a mesma preparação, com variação em alguns temperos.

Carpaccio:
As finíssimas fatias de carne com molhos e temperos são uma deliciosa opção de antepasto.
O nome do prato foi inspirado em um pintor veneziano do século XV, que usava cores vermelhas e brancas em suas telas sacras.
Quando as fatias de carne vermelha foram servidas pela primeira vez, com fios de maionese em cima, devido à semelhança de tons, foram batizadas de Carpaccio em homenagem a Vittore Carpaccio (1460 - 1526).
Para conseguir um corte bem fino na carne, é necessário que esteja congelada.

Presunto de Parma:
Criado na Espanha, o presunto in natura, preparado com carne de porco, conquistou o paladar dos romanos antes ainda no nascimento de Cristo.
A região de Parma, na Itália, é um dos maiores produtores de presunto deste tipo do mundo.
No país, o San Daniele, que é um pouco mais suave e menos salgado que o Parma, também tem grande destaque e chega a ser um dos mais famosos do mundo.
Na mesa, fatias da iguaria estão entre as opções para uma deliciosa tábua de antepastos.

Alcachofras:
Degustadas pela primeira vez na época do império romano, a Alcachofra é uma flor rica em nutrientes.
O chamado coração (ou miolo) e suas pétalas ganham toques de ingredientes que acentuam o sabor quando preparadas como antepasto.
Geralmente, são servidas frias e temperadas, mas também podem servir como recheio para outros pratos como risotos e pizzas.

Crostini:
Também preparado com pão, o Crostini é feito com fatias bem finas de pão italiano pinceladas de azeite, que são levadas ao forno até ficarem crocantes.
O recheio pode variar: queijos, salmão, vegetais, azeitonas e tomates são os mais comuns.

Salame:
A região de Milão produz o salame mais famoso da Itália.
Servido geralmente na versão cru, o preparo leva pimenta.
Sempre presente nas refeições dos italianos, aparece em fatias ou em pequenos pedaços.
Pode servir ainda como complemento para outros antepastos, como a Bruschetta.
Copyright © 2002-2017 Rudgesbc.com.br - Todos os direitos reservados. | Devenvolvido por Jon Levischi